Presidente da Câmara de Ribamar pode perder o mandato

O Ministério Público, por meio de parecer da promotora Bianka Sekeff Sallem Rocha, manifestou-se pela desaprovação das contas eleitorais da Presidente da Câmara Municipal de São José de Ribamar, Jacimar Jacintho (na foto abaixo), mais conhecida como Princesa do Mocotó.

De acordo com o parecer da promotora, foram identificadas várias irregularidades e vícios que violam a “transparência e a lisura da prestação de contas, dificultando o efetivo controle por parte da Justiça Eleitoral sobre a licitude da movimentação dos recursos de campanha e, consequentemente, impedindo a fiscalização da real movimentação financeira do prestador de contas, impondo-se a respectiva desaprovação das contas apresentadas”.

Ainda no parecer, a promotora ressaltou que mesmo após o Ministério Público notificar a candidata, sobre as irregularidades, persistiram os problemas, a exemplo da ausência dos extratos bancários referentes as contas do Fundo Partidário e Fundo Especial de Financiamento de campanha continuaram.

Com o contundente parecer do Ministério Público e com os problemas não sanáveis, muito provavelmente a presidente da Câmara de São José de Ribamar corre sérios riscos de perder o mandato, para complicar ainda mais a complicada política local.

Outros casos

Mas a situação não se restringe à Francimar, outros vereadores do partido podem enfrentar o mesmo problema haja vista que o contador responsável pelas contas da presidente do legislativo ribamarense foi o mesmo dos demais candidatos.

Na eleição de 2016, todos os candidatos a vereador da coligação da época, com exceção de Camile Matos, tiveram suas contas reprovadas. A pessoa escolhida para coletar e encaminhar os documentos à Justiça Eleitoral era a própria Jacintho. Camile Matos escapou porque contratou outro contador para cuidar de suas próprias contas.

Deixe um comentário