Bolsonaro para Sachsida: preços dos combustíveis podem derrubá-lo do cargo

Mal assumiu o Ministério de Minas e Energia, o novo ministro Adolfo Sachsida já foi ameaçado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

Segundo informações, o presidente teria dito que está disposto a “trocar de novo” tanto o presidente da Petrobras, Caio Paes de Andrade, como o próprio ministro, se os preços dos combustíveis não baixarem.

Bolsonaro confirmou a aliados que foi por causa do “descontrole da Petrobras” sobre os preços do diesel e da gasolina que o almirante Bento Albuquerque acabou substituído por Sachsida.

“Ele admitiu que não tinha controle sobre a Petrobras e eu não posso deixar a minha reeleição nas mãos de burocratas da empresa”, argumentou.

O presidente disse que a reeleição é sua “prioridade absoluta” e que o mesmo raciocínio sobre o preço dos combustíveis vale para a questão da energia elétrica. “Não podemos deixar os preços dispararem neste momento, depois a gente vê como faz.”.

Deixe um comentário