Progressivamente, Carlos Lula constrói o seu caminho à ALEMA

O ex-secretário de Saúde, Carlos Lula (PSB), vem configurando como um dos principais nomes para assumir uma vaga na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Lula foi um dos secretários mais atuantes na gestão do Governo Flávio Dino (PSB), principalmente pela eficiência e desempenho na luta contra a Covid-19.

Progressivamente, o advogado vem fortalecendo a sua imagem no cenário político maranhense ampliando as possibilidades e construindo o seu caminho à ALEMA.

Como secretário de Saúde, Carlos Lula reformulou a Rede de Saúde do Maranhão e os resultados são significantes para a população maranhense que durante a pandemia foi o estado, proporcionalmente, que menos perdeu vidas para a Covid-19.

 

 

 

Prazo para registro de federações partidárias encerram dia 31 de maio

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que o prazo para os registros de federações partidárias, que pretendam participar das Eleições Gerais de 2022, encerra no dia 31 de maio.

Essa será a primeira vez que as eleições brasileiras contarão com a possibilidade de candidaturas apoiadas por meio de federações.

A reunião de partidos em federações foi estabelecida pelo Congresso Nacional na reforma eleitoral de 2021 para permitir que as legendas atuem de maneira unificada em todo o país, como um teste para eventual fusão ou incorporação entre as siglas.

Josimar Maranhãozinho deve anunciar decisão sobre o seu futuro político na segunda-feira (23)

O deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) deve anunciar na próxima segunda-feira (23) a sua decisão final sobre o seu futuro político.

A partir de hoje (20) e durante todo o final de semana, o parlamentar se reunirá em São Luís com prefeitos, vereadores, deputados e lideranças políticas de todo o estado para definir se será candidato ao Governo do Maranhão ou se vai declarar apoio ao governador Carlos Brandão ou ao senador Weverton Rocha (PDT).

Depois de muitas especulações, esta semana o deputado admitiu pela primeira que pode desistir da principal cadeira do Palácio dos Leões. “Nós vamos avaliar se vamos continuar candidatos ou se nós vamos fazer adesão a alguém que tem uma proposta que realmente venha somar com o que nós queremos, que é um Maranhão melhor”, disse Maranhãozinho.

“Tudo que tem sido dito nas redes sociais não passa de especulação”, diz Josimar Maranhãozinho sobre seu futuro político

O presidente do PL e deputado federal, Josimar Maranhãozinho, declarou que somente na sexta-feira (20) se pronunciará sobre o seu futuro político.

O parlamentar explicou que pretende ouvir membros do seu grupo para tomar a decisão mais acertada para a legenda e, pela primeira vez, falou sobre a possibilidade de não se candidatar para a vaga de governador do Maranhão.

“Agora, na sexta-feira, nós vamos reunir todos os prefeitos e, posteriormente, vamos reunir com os pré-candidatos para deliberarmos sobre o que é melhor para nosso grupo. Nós vamos avaliar se vamos continuar candidatos ou se nós vamos fazer adesão a alguém que tem uma proposta que realmente venha somar com o que nós queremos, que é um Maranhão melhor”, disse Josimar.

Questionado sobre uma possível aliança ao senador Weverton Rocha (PDT), o deputado federal afirmou que tudo não passa de especulação.

“Essa pergunta é muito simples de fazer. Tudo que tem sido dito nas redes sociais não passa de especulação, pois eu jamais vou deliberar, a exemplo de vários líderes políticos, uma decisão tão importante, fazendo dela uma decisão pessoal”, respondeu.

Flávio Dino rebate fala do comandante da Marinha sobre as eleições 2022

O ex-governador do Maranhão, Flávio Dino, rebateu com críticas e ironias o anúncio do almirante Almir Garnier Santos, que insinuou que pelo fato de ser comandante da Marinha tem o direito de inspecionar o processo eleitoral de 2022.

“Como comandante da Marinha, eu quero que os brasileiros tenham certeza de que o voto deles vai valer, de que quem eles colocarem na urna vai ser contado e quem eles escolherem de uma forma limpa, transparente, será validado”, disse Almir Garnier Santos.

Em resposta, Flávio Dino publicou:

“Qual a relação entre a nossa Marinha e as eleições? Imaginemos um juiz eleitoral querendo inspecionar os nossos navios de guerra, decidindo sobre armamentos mais adequados e treinamentos dos marinheiros. O ilustre comandante permitiria?”, questionou o ex-governador.

 

Flávio Dino acredita em vitória de Lula e destaca importância de terceira via

Em entrevista cedida ao UOL News, o ex-governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), disse estar confiante na vitória de Luís Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições presidenciais de 2022.

Dino ainda afirmou que não acredita que o presidente Jair Bolsonaro possa crescer, porque, segundo ele, a rejeição do mandatário é “estratosférica”.

Questionado sobre o surgimento de uma candidatura de terceira via, Flávio Dino avaliou que seria benéfica para o processo eleitoral.

“Acho que é importante para o Brasil, porque, caso contrário, esses eleitores centristas podem ser tentados a aderirem ao Bolsonaro, que não é apenas um seguidor do demônio, para mim, mas sim, o próprio demônio”, alfinetou.

Na estadia de Lula em São Luís, Weverton esquece acordo feito com Ciro Gomes

Apesar de estar igual carrapato na cola de Lula, sempre buscando tirar a melhor foto para simular intimidade com o ex-presidente Lula em sua passagem por São Luís, tentando vender apoio ao petista em troca de aliança do partido deste em 2022, Weverton Rocha parece ter esquecido do compromisso que fez com o pré-candidato a presidente do seu próprio PDT, Ciro Gomes.

Em live recente com Ciro, Weverton Rocha defendeu o nome do pedetista como presidenciável: “Ele mesmo [Ciro] tem colocado de forma bastante humilde e de forma aberta que na hora certa irá se discutir o melhor nome [para presidente]. Nós ofereceremos o Ciro, do PDT”.

No áudio abaixo, você confere o contexto da fala, que tem até mais tom de acordo do que propriamente uma defesa apenas.

Nesses três dias de estadia do Lula em São Luís, no entanto, nem uma menção a esse compromisso firmado com o seu colega de partido. Na verdade, nos bastidores, a impressão que passa é que a cabeça de Ciro está sendo oferecida para Lula.

Estamos vendo aí mais um acordo descumprido por parte do senador?