Maioria dos vereadores de São Luís está com Carlos Brandão

Na tarde de ontem (04), o governador Carlos Brandão (PSB) recebeu no Palácio dos Leões uma grande comitiva formada por vereadores que compõe a Câmara Municipal de São Luís.

O encontro reuniu integrantes de diversas forças políticas de São Luís e do estado do Maranhão que já aderiram à reeleição de Carlos Brandão.

A maioria dos vereadores de São Luís que estão com o governador Carlos Brandão não aderiram ao projeto do prefeito Eduardo Braide que aparece cada vez mais isolado e enfraquecido no cenário político da capital. Braide declarou apoio à Weverton (PDT).

Após o seu retorno ao Maranhão, Carlos Brandão tem mantido um ritmo acelerado, desde entregas de obras até reuniões com lideranças políticas do Maranhão.

Justiça concede mais 30 dias para que a Câmara de São Luís atualize e encaminhe lista de demissão de servidores

A Justiça concedeu mais 30 dias para que a Câmara Municipal de São Luís apresente documentos que provem que a instituição está cumprindo decisão judicial que obriga a demissão de servidores considerados irregulares e nomeação de aprovados em concurso público.

De acordo com informações, a Casa Legislativa havia solicitado mais 30 dias para que a lista com as demissões fosse atualizada e encaminhada à Justiça. Antes da ação, a Câmara havia assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para a realização de concurso público e, consequentemente, a demissão de servidores que entraram no Legislativo após a Constituição de 1988.

O processo resultou na demissão de mais de 200 servidores da Câmara Municipal de São Luís.

Câmara de São Luís tem nova configuração após dois suplentes assumirem mandatos

A Câmara Municipal de São Luís está com nova configuração após dois suplentes assumirem os mandatos na Casa Legislativa.

Marcelo Poeta (PCdoB) assumiu o mandato após o vereador Paulo Victor assumir a Secretaria de Estado da Cultura no Governo Carlos Brandão (SECMA).

Já no início dessa semana, o suplente Anderson Martins (Avante) foi empossado para ocupar a vaga deixada por Beto Castro (Avante), que pediu licença de 121 dias por motivos pessoais.

Segundo as normas da Casa Legislativa, os parlamentares podem participar de comissões técnicas, apresentar projetos de lei, proposições, promover audiências públicas e apresentar emendas à propostas do Executivo que tramitarem no Legislativo Municipal.

Vereador ligado a Weverton vai defender Braide e ataca colegas vereadores

O vereador Raimundo Penha (PDT), egresso dos movimentos estudantis e com a mesma pecha de enrolado do seu líder, Weverton Rocha (PDT), destilou todo seu veneno contra os colegas parlamentares que protestaram na reabertura dos trabalhos da Câmara Municipal de São Luís, no último dia 1º, contra a falta de habilidade política e inoperância do prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos).

Apenas 10 vereadores participaram do ato solene. Protocolarmente, o prefeito ocupante do Palácio de La Ravardière sempre participa desse momento. Desta vez, o Executivo foi representado pela vice-prefeira, Esmênia Miranda. Com medo de enfrentar professores que protestaram nesse dia, na Câmara, Braide optou por quebrar o protocolo e não compareceu à sessão.

Na entrevista à TV Mirante hoje pela manhã, Penha debochou do protesto dos colegas e afirmou que teve vereador que viajou a turismo no dia da reabertura dos trabalhos, sugerindo que “assim é fácil fazer protesto”.

Até onde se sabe, no entanto, os parlamentares que protestaram estavam todos num café da manhã organizado pelo vereador Paulo Victor (PCdoB). Cabe agora ao vereadora declinar o nome do turista.

Façam suas apostas!

Ao “Xeque-Mate”, vereador Paulo Victor confirma intenção de disputa presidência da Câmara de SL

Em entrevista ao programa Xeque-Mate da rádio Mais FM (99,9), o vereador Paulo Victor (PCdoB) confirmou sua intenção de disputar a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal de São Luís, marcada para Abril do próximo ano.

Com 35 anos de idade, no primeiro mandato, mas com longa bagagem política, incluindo um mandato de vereador como suplente, Paulo Victor diz que o projeto de ser presidente da Casa, é um sonho construído desde os 19 anos quando começou a trabalhar no legislativo municipal.

“Esse é um projeto que tenho no coração […] Tinha 19 anos quando fui assessor do vereador Renato Dionísio. De lá pra cá tive um alinhamento e acesso afetuoso com a Câmara Municipal de São Luís e trato aquilo ali como a minha profissão, um ganha pão. Não tenho vergonha de dizer que sou político profissional e [encaro] isso com muita responsabilidade e cautela porque represento o povo”, comentou.

Ele acrescentou ser legítimo que os 31 vereadores possam administrar a Casa e se disse preparado não só politicamente, mas também mentalmente para o desafio. “Dizem por aí que a nossa Câmara é o quarto poder. Ela representa muito no nosso estado. É legítimo qualquer um disputar, mas deve ser encarado com muito preparo e cautela”, argumentou.

Abaixo, o podcast com a íntegra da entrevista com o vereador:

Suplente de Batista Matos toma posse e concorrentes já questionam mandato na Justiça Eleitoral

O vereador Zeca Medeiros (Patriota) assumiu oficialmente a cadeira na Câmara Municipal de São Luís, nesta quarta-feria (06), em solenidade restrita. Medeiros assume o lugar do jornalista João Batista Matos, falecido no dia 31/03, em decorrência de complicações da Covid-19.

Por conta das medidas restritivas relacionadas à pandemia da Covid-19, a solenidade, presidida pelo vereador Dr. Gutemberg Araújo (PSC), contou somente com vereadores Octávio Soeiro, Raimundo Penha, Aldir Júnior e Antônio Garcez, familiares e assessores de Zeca Medeiros.

Zeca teve apenas 1.749 votos, porém, o bastante para ficar na primeira suplência do Patriotas, à frente do ex-vereador Vieira Lima que obteve apenas três votos a menos: 1.746.

Na Justiça Eleitoral, no entanto, um grupo de suplentes trabalha para tirar o mandato de Zeca Medeiros, por meio da recontagem de votos.