Brandão é quase unanimidade na classe empresarial, diz presidente da Fiema

Ao manifestar seu apoio à pre-candidatura à reeleição do vice-governador Carlos Brandão (PSDB), o presidente da Fiema, Edilson Baldez, disse que o entendimento da classe empresarial com relação ao nome do tucano, é quase unânime.

A declaração foi feita durante abertura da solenidade de lançamento da Expo Indústria, nesta terça-feira (25), no Blue Tree Hotel.

Baldez fez questão de pontuar que além da boa relação com o empresariado, Brandão, como empreendedor que é, conhece os problemas do setor produtivo, e certamente saberá encaminhar as melhores soluções.

Após o evento, um vídeo que circulou nas redes sociais confirmou as palavras do presidente da Fiema. Nele, vários empresários fazem questão de declarar apoio ao vice-governador, além de destacarem suas qualidades e cuidado com os empresários e setor empresarial.

Covid-19: Doença maldita segue ceifando vidas; morre o vice-presidente da Fiema

A Covid-19 segue promovendo tragédias nas famílias. Na manhã desta quarta-feira (10) a vítima foi o vice-presidente da Fiema, Cirilo Arruda (58 anos).

Ele testou positivo há dez dias quando foi internado no Hospital São Domingos, e, posteriormente, transferido para o Hospital Carlos Macieira, onde não resistiu às complicações da doença e faleceu por volta das 10h30 de hoje.

Em nota, o presidente da FIEMA, Edilson Baldez das Neves, lamentou a morte do vice-presidente da entidade:

É com profunda tristeza que a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) comunica o falecimento, ocorrido hoje, 10 de março, do industrial Cirilo José Campelo Arruda, vice-presidente desta instituição, membro do Conselho Temático de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Confederação Nacional da Indústria (CNI), vice-presidente do Conselho Temático de Meio Ambiente da FIEMA, e vice-presidente do Sindicato das Indústrias de Óleos, Sabão, Velas e Produtos Químicos e Farmacêuticos de Caxias, Codó, Pedreiras, Bacabal e Lago da Pedra (Sindicocal), diz a nota.

Líder empresarial da Região do Mearim, Cirilo Arruda deixa enorme legado de companheirismo, de empreendedorismo, de preocupação com a sustentabilidade do meio ambiente e de relevantes serviços prestados ao Maranhão, conclui a nota.