Não é a visita a Queiroga que liga Weverton a Bolsonaro, o flerte vem de outros carnavais

AMIZADE DE COMPADRIO: Willer Tomaz, o amigo Flávio Bolsonaro e os compadres

O senador Weverton Rocha (PDT) mais conhecido como ‘Meu Preto’, como ele gosta de ser chamado ou ‘Senador do Costa Rodrigues’, como ele é mais conhecido, esteve com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Esse encontro, no entanto, não o liga à uma guinada bolsonarista, mas a outros fatos sim.

Toda a base partidária que está dentro do foguete de Weverton Rocha é alinhada com o bolsonarismo em Brasília. Para conseguir esses partidos, no entanto, as conversas não foram no âmbito estadual, mas nos corredores e gabinetes do Congresso Nacional.

O senador Weverton Rocha é totalmente diferente do deputado federal Weverton Rocha. Apesar de ter que “reafirmar” que é oposição ao Governo Bolsonaro, suas atitudes no Senado Federal são moderadas e Rocha serve muitas vezes como ponte com o Governo Federal.

O seu compadre, o advogado e sócio da TV Difusora, Willer Tomaz, é amigo pessoal de Flávio Bolsonaro e mais: é apontado como sócio em um escritório de advocacia em Brasília. O filho de Jair Bolsonaro, investindo em uma promissora profissão de advogado, enxergou no escritório de Willer uma oportunidade de ouro de influenciar decisões nos tribunais superiores.

Flávio Bolsonaro já foi convidado para a mansão de Weverton em Barreirinhas, à beira do Rio Preguiças. Nesse mesmo endereço, Weverton recebe gente de peso e influente no governo Jair Bolsonaro.

Se toda oposição fosse igual a Weverton Rocha, Bolsonaro teria vida tranquila em Brasília.

Quanto ao pedido de ajuda, ao ministro de Bolsonaro, para as cidades maranhenses, nada de anormal. É necessário!