Gil Cutrim e Cleber Verde estão entres os 10 parlamentares mais beneficiados com recursos do orçamento secreto

Os deputados do Republicanos, Cleber Verde e Gil Cutrim, receberam juntos quase R$ 50 milhões de emendas do orçamento secreto em 2022.

A informação é do jornal O Globo. Um levantamento indica que Cleber Verde foi beneficiado com R$ 26,3 milhões, enquanto Gil Cutrim com R$ 23 milhões.

Os dois políticos percorrem caminhos de vidas parecidos.  Antes de entrar na política, Cleber Verde era apenas um cidadão comum. Em pouco mais de 10 anos é um dos parlamentares mais ricos do Maranhão, com um patrimônio invejável que conta com imóveis avaliados em milhões de reais.

O deputado Gil Cutrim segue a mesma linha, somando, ainda, uma das piores gestões do município de São José de Ribamar.

Os dois deputados “bolsonaristas” são da base do senador Weverton Rocha (PDT), que é pré-candidato ao governo do Maranhão e tem se recusado a criticar o presidente Bolsonaro.

O orçamento secreto foi um instrumento criado pelo governo Bolsonaro por meio do qual parlamentares indicam como e onde o Executivo deve gastar parte de seu caixa.

Pense numa irmandade! Em dois dias, dois aliados de Weverton Rocha, Luciano e Gil Cutrim, se dão mal

“Diga-me com quem andas e eu te direi quem tu és”. O célebre provérbio fala muito do grupo do senador Weverton Rocha (PDT), mais conhecido como Senador Costa Rodrigues ou Meu Preto, como ele prefere ser chamado.

Ontem (11), a editoria de política da imprensa do Maranhão divulgou decisão do Tribunal de Justiça que condenou o deputado federal Gil Cutrim (Republicanos) a pagar algumas cifras para o seu ex-partido, pasmen o PDT, de onde saiu pelas portas do fundo, expulso.

Muito pareceido com o que aconteceu com ele em São José de Ribamar, após a desastrosa e inesquecível gestão.

Hoje, nas primeiras horas da manhã, a Polícia Federal bateu às portas da prefeitura de Pinheiro, adminsitrada por outro “aliado do barulho”, o prefeito Luciano Genésio (PP).

Na batida, a PF achou um contrato de R$ 38 milhões sob a suspeita de servir para desviar recursos para contas do próprio Genésio, aliás, de um primarismo típico do início da entrada de Weverton Rocha na administração pública, quando contabilizou algumas dezenas de processos de toda ordem de irregularidade.

Parafraseando o pertinente nome que a Polícia Federal deu para a operação, Rocha, Cutrim, Genésio entre outros, como presidente da Famem, Erlânio Xavier (PDT), vivem uma verdadeira irmandade quando o assunto é negócios suspeitos.

Vice-governador frustra adversários, faz diferente, e cai nas enchentes no socorro às vítimas

Carlos Brandão em Mirador, um dos mais castigados pelas fortes chuvas

O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) deixou tonta uma parte da chamada ‘galera açodada’, na mídia, que torcia para que o tucano não suspendesse seu recesso anual para ajudar o governador Flávio Dino (PSB) no enfrentamento dos danos causados em função da elevação do nível dos rios do Maranhão.

Em repouso no Palácio dos Leões, tratando da contraída Covid-19, Flávio Dino necessitou da presença efetiva do seu vice, que não envidou esforços em interromper seu recesso para ajudar o governo e a população ribeirinha. Após chegar na madrugada em São Luís, já nas primeiras horas da manhã de hoje (07), junto com o staff do governo que atua diretamente na situação, Brandão embarcou para os principais municípios atingidos.

Antes disso, concedeu entrevista ao Bom Dia da TV Mirante, prestando conta previamente de sua atuação.

Carlos Brandão agiu bem diferente de como agia, por exemplo os atuais integrantes de parte dessa galera açodada, na política, que quando em cargos de comando executivo, deixava o município jogada às traças e seguia para curtição nos Estados Unidos, Chile, Europa ou para outros estados da federação em momentos cruciais vividos pela cidade.

O ex-prefeito Gil Cutrim (São José de Ribamar) curtindo jogo no estádio Mineirão com seu secretário de Obras, num momento em que várias ruas da cidade estavam infrafegáveis, mais parecendo a superfície da Lua.

A título de exemplo, basta lembrar a desastrosa gestão do então prefeito Gil Cutrim (São José de Ribamar), que de tanto acabar com diversas políticas públicas e deixar a cidade jogada às traças, ganhou a alcunha de ‘Gil Cupim’. Ele costumava fugir do município por vários dias, sem a menor preocupação com as tragédias que ocorriam.

Bem diferente do que fez o vice-governador,  que retornou imediatamente às suas responsabilidades.

Isso para não falar, em termos comparativos, do senador Weverton Rocha (PDT), que costuma sumir às escondidas para a Europa, sem dar qualquer satisfação, como aconteceu recentemente.

Mas essa é outra história…

Julinho visita Gil Cutrim e garante participação da famíglia no seu governo

Nem aí para o fato de Gil Cutrim ter sido um dos piores prefeitos da história de São José de Ribamar, o prefeito eleito Júlio Matos, faz questão de tomar-lhe “benção”.

Como um devedor de conta altíssima, Julinho visitou o ex-prefeito em seu escritório, na noite desta segunda-feira (21), e ainda teve que ver sua foto postada com Gil, nas redes sociais, com a seguinte afirmação: “estaremos juntos nessa construção”. Logo ele, conhecido nos quatro cantos da cidade por ter sido o destruidor do município.

(Relembre aqui um dos exemplos dessa destruição que se repetiu em pelo menos dez unidades básicas de saúde).

Uma coisa é certa, até o momento, Julinho tem sido leal aos principais responsáveis pela sua eleição. Tanto Josimar Maranhãozinho, principal patrocinador, como a família Cutrim, responsável por limpar sua ficha no Tribunal de Contas do Estado (TCE), estão com participações garantidíssimas no seu governo.

Aqui, você conhece o primeiro indicado de Josimar, por exemplo.