Ciro afirma que Bolsonaro não tem base para sair vitorioso de um movimento golpista

O pré-candidato à presidência da República, Ciro Gomes (PDT), considera como delírio a possível tentativa de golpe de Estado por parte de Jair Bolsonaro (PL).

Para Ciro, não existem as condições internas e externas para que o atual ocupante do Planalto saia vitorioso em caso de qualquer movimento golpista.

“Mas ele [Bolsonaro] não tem a base, nem na sociedade – não há um grupo de imprensa, ao contrário de 1964, em que estavam todos com o golpe. E não há uma comunidade internacional minimamente relevante – na comunidade europeia, na China, que é a nossa maior compradora, nos Estados Unidos, que o segundo comprador do Brasil – que suporte um golpe. A condição objetiva, interna e externa, inviabiliza o delírio que o Bolsonaro tem na cabeça”, disse Ciro.

Ainda que negue a existência de condições favoráveis a uma tentativa de golpe por parte do presidente, Ciro afirma que irá agir para evitar um movimento neste sentido.

“O que que eu vou fazer: eu vou resistir. Como? Na proporção que for necessária. A minha grande ferramenta é a minha palavra, a minha autoridade moral. Mas se for necessário eu também desço para a periferia e organizo a rapaziada”, afirmou.

“Bolsonaro perderá a eleição, mas tentará o golpe”, afirma Flávio Dino em entrevista sobre frente democrática

“Se tem um assunto do qual militares não entendem no Brasil, é eleição”. Estas foram as palavras do ex-governador Flávio Dino durante entrevista ao Jornal o Globo na tarde de ontem (09).

Dino ainda afirmou que o Tribunal de Justiça Eleitoral (TSE) deveria encerrar a colaboração com os militares e que as questões nacionais e questões democráticas são os pilares centrais das reconquistas do Brasil.

Mais tarde, o ex-governador participou de um programa na TV 247 onde foi debatido questões sobre a frente democrática contra o fascismo e as eleições de 2022.

Questionado sobre a possibilidade de um ato golpista por parte de Jair Bolsonaro, o ex-governador do Maranhão frisou: “Bolsonaro tentou o golpe e tentará novamente. Bolsonaro perderá a eleição, mas tentará o golpe.”

A entrevista foi comandada pelo jornalista Leonardo Attuch que classificou Dino como “um dos maiores líderes do campo progressista”.

Nitroglicerina = Tadinha da Irmã Eliziane + Vacinas Que Salvam Gestão + Prender ou Não o Valente?

Tadinha da Irmã Eliziane

1 – Pense em alguém que a todo momento está sendo vítima de golpe: a irmã Eliziane Gama. A coluna já perdeu as contas da quantidade de vezes que a senadora vem a público denúnciar que foi vítima de clonagem, disso e daquilo outro.

O último comunicado de golpe foi feito anteontem. Através da sua assessoria, Eliziane informou que criminosos estão se fazendo passar por assessores parlamentares em contato com prefeituras solicitando depósitos em contas para liberação de doações para vítimas das enchentes.

Dizem que já tem uns dois comunicados prontinhos para serem publicados futuramente, um deles o golpe seria por parte de alguém com três CPFs. Será?

Vacinas Que Salvam Gestão 

2 – Que vacinas salvam vidas, só Bolsonaro mente que não acredita.  Agora, que ela salvam imagem de prefeito, o Eduardo Braide não tem a menor dúvida.

Quando o efeito da vacinação de adultos perdeu sua força, a sujeira do tapete da gestão do homem começou a aparecer e os protestos e sua incapacidade de administrar começaram a ser vistos pela população de São Luís.

Mas para felicidade geral do prefeito e apaniguados eis que surge agora a vacinação infantil. Já nas primeiras horas da manhã, com a agulha seca ainda, lá estava ele nas emissoras de televisão dando entrevista. Pense!

Prender ou Não o Valente?

3 – O vídeo acima foi o que teve maior quantidade de visualização na Polícia e Justiça Federal nos últimos dias.

Nos celulares dos agentes da Superintedência da PF no Maranhão e nos smartphones do pessoal do Tribunal Regional Federal da 1ª Região foi o pau que rolou.

Dizem que até na hora da divergência que houve sobre prender o não prender o prefeito, reapresentaram o vídeo como argumento para decidir se encaravam ou não o valente.

Um sensato analisou que era melhor afastá-lo do mandato e deixar para descobrir essa macheza doravante.

Aguardemos!

Amigo do peito da família Cutrim, Prado Carioca foi homenageado na gestão de Gil em Ribamar

Conhecido da polícia de vários carnavais por supostas práticas estelionatárias, Prado Carioca era o queridinho da gestão do então prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim (Republicanos).

Na foto acima, Carioca exibe a homenagem registrada em uma placa instalada no estádio municipal. A iniciativa foi uma ideia genial do vereador do município, Cristiano Pinheiro, aceita carinhosamente pelo então prefeito.

Consta ainda na placa a assinatura do então vice-prefeito Eudes Sampaio, outro amicíssimo do enrolado. Durante a gestão tampão, Carioca foi um dos mais prestigiados informalmente. Houve um momento em que Prado chamava Sampaio de “pai” graças às benesses recebidas.

Prado Carioca foi preso ontem (23) passando-se pelo senador Weverton Rocha (relembre aqui) após pedir R$ 90 mil à Embaixada da China no Brasil.

Além da embaixada, ele pediu o mesmo valor à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Nos dois casos, Prado dizia que o recurso seria utilizado em um festival de Bumba Meu Boi.

A informação é do delegado Odilardo Muniz, da Seic, responsável pelo inquérito.