Brandão, Weverton e Roseana que se cuidem! Bastidores pesado é na eleição da OAB

Em sentido horário, Diego Sá, Kayo Saraiva, Gustavo Carvalho e Pedro Chagas

Como já noticiado por esse blog, o ano de 2021 vai pegar fogo na advocacia maranhense. As articulações nos bastidores começam a ganhar maior volume com o candidato da situação, Kayo Saraiva, reunindo com advogados e criando grupo de whatsapp para selecionar seus apoiadores.

O atual presidente da CAAMA (Caixa de Assistência dos Advogados do Maranhão), Diego Sá, ainda tímido em suas conversas, embora esteja buscando uma aproximação com membros da atual diretoria da OAB.

Por outro lado, alguns outros candidatos têm demonstrado interesse e correm por fora visando angariar apoios da advocacia maranhense. Gustavo Carvalho intensificou sua campanha por meio de ligações telefônicas, na tentativa de pontuar em alguma pesquisa que possa estar por vir.

O advogado Pedro Chagas anda reunindo com advogados de sua base na busca de representar a juventude da advocacia e unir a oposição em torno do seu nome.

Outros figurões das eleições da OAB ainda estão aguardando o desenrolar dos nomes para declarar seus apoios, dentre eles, o ex-candidato Carlos Brissac, Ulisses Sousa, Sâmara Braúna e Daniel Blume.

O certo é que as eleições desse ano podem ser um marco para as eleições da ordem, pelo fato da maioria do eleitorado ser formado por advogados em início de carreira. Muita coisa está por vir e o blog acompanhará de perto.

Presidente da OAB/MA ignora decreto e aglomera com idosos em reunião para defender grandes escritórios

O presidente da OAB/MA deu de ombros para as orientações das autoridades no sentido de evitar aglomeração e promoveu uma reuniãozinha básica no Tribunal de Contas do Estado (TCE), aglomerando inclusive com idosos como Edmar Cutrim (Conselheiro) e Abdon Marinho (Advogado).

Pior é que Diaz ignorou o próprio decreto do TCE, que suspende atendimento presencial.

Mas o desrespeito não parou por aí. Além da aglomeração que colocou em risco os idosos septuagenários, outro fato que chamou a atenção foi a pauta da reunião de urgência: a defesa de escritórios de advocacia que detém contratos vultuosos  com diversos municípios maranhenses.

Conforme a legenda postada Diaz ( no print acima), o encontro detalhou a aplicação da lei 14.039/2020, que altera o Estatuto dos Advogados, e, na prática, pode beneficiar apenas escritórios de grande influência, já que ratifica a inexigibilidade (contratação sem licitação).

Chama atenção do blog, a presença do advogado Mailson Neves Silva, que ocupa o cargo de Controlador Geral do Município de São José de Ribamar.

Na postagem de Diaz, coincidentemente, o presidente da OAB marcou, além dos advogados presentes no encontro, o advogado Gilson Barros, sócio do Escritório Barros, Fernandes & Borgneth, que recentemente assinou contrato sem licitação no valor de R$ 586.667,00 mil reais com a prefeitura de São José de Ribamar, onde Mailson é controlador, e também marcou o advogado Elias Neto, controlador geral adjunto do município de São José de Ribamar responsável  pelo parecer favorável pela contratação de dois escritórios por cerca de R$ 900 mil reais por ano.

Outro que foi marcado na postagem de Diaz foi o tesoureiro da OAB, o pré-candidato Kayo Saraiva, que republicou a postagem e também, por pura coincidência, marcou os advogados Bertoldo Neto e Aidil Carvalho, ambos sócios do escritório Rego Carvalho Gomes Advogados, que também assinou contrato vultuoso no valor de R$ 316,800,00 mil reais , além de marcar Gilson Barros, que faturou o primeiro contrato de mais de meio milhão em São José de Ribamar e o Controlador Geral do Município.

Na postagem, que mais parece um deboche para os pequenos escritórios e advogados que lutam para sobreviver em tempo de pandemia, Saraiva termina com a legenda: “Comissão de Direito Municipalista da OAB atuando em prol da classe”

Os advogados citados na postagem de Diaz e Saraiva detém contratos com vários municípios, o que justifica o “atuando em prol da classe”, que infelizmente não se inclui a maioria dos advogados maranhenses.