Após denúncia do blog, Paulo Marinho Júnior renuncia ao cargo de vice-prefeito

Após denúncia do blog do Matias Marinho, o suplente de deputado federal, Paulo Marinho, renunciou ao cargo de vice-prefeito de Caxias.

Em sua despedida da Prefeitura Municipal de Caxias, Marinho afirmou que por meio da imprensa tomou conhecimento de que, ao invés de analisar o pedido de licença, a Câmara Municipal de Caxias determinou a abertura de um procedimento de apuração de um suposto “acúmulo de mandato”.

Segundo Marinho, a intenção da Casa Legislativa era prejudicar a sua campanha a deputado federal para beneficiar a candidata apoiada pelo prefeito de Caxias, Fábio Gentil, a pré-candidata Amanda Gentil.

 

Paulo Marinho pode ter seus direitos políticos cassados

O suplente de deputado federal, Paulo Marinho (PL), pode ter os seus direitos políticos cassados por acúmulo de cargo público.

De acordo com informações, Marinho assumiu o mandato de deputado federal no dia 19 de abril, após o titular da vaga, o deputado Josimar de Maranhãozinho, pedir licença pelo período de quatro meses da Casa Legislativa.

No entanto, Paulo Marinho não teria renunciado ao cargo de vice-prefeito de Caxias, o que é inconstitucional. Segundo informações, a decisão sobre o futuro do parlamentar está nas mãos da Câmara Municipal de Caxias.

Caxias: Paulo Marinho e Adelmo Soares se unem contra Fábio Gentil

O vice-prefeito licenciado de Caxias, Paulo Marinho (PL), e o deputado estadual Adelmo Soares (PCdoB) estão articulando uma forte oposição contra o atual prefeito Fábio Gentil (Republicanos).

O fato que chama atenção é que Marinho e Adelmo fazem parte da atual gestão, porém, os dois já se manifestaram contra a forma de governo de Gentil.

A nova oposição deve declarar em breve a formação da aliança, que vem ganhando um número expressivo de adeptos importantes.

Com pedido de licença de Josimar Maranhãozinho, vice-prefeito de Caxias assumirá mandato de deputado federal

O vice-prefeito de Caxias, Paulo Marinho, afirmou que o deputado federal Josimar Maranhãozinho vai tirar licença de 120 dias da Câmara Federal e, como suplente, ele assumirá a vaga do parlamentar.

De Brasília, Marinho informou que já deu entrada no pedido de licença sem vencimento do cargo de vice-prefeito e, em breve, deve assumir o mandato de deputado federal.

Recentemente, Paulo Marinho usou as redes sociais para comunicar o seu rompimento com o atual prefeito de Caxias, Fábio Gentil.

Entre os principais motivos do rompimento, Paulo Marinho apontou a perda de interlocução com a gestão, além da dificuldade do governo municipal em aceitar críticas.