Pesquisa revela onde o eleitor da Grande Ilha busca informação sobre política

Com mais de 34,9% da população ouvinte de rádio, na Grande Ilha, o hábito de mídia do eleitor se estende também para outras plataformas de mídia, com destaque para a TV e Internet, quando o assunto procurado é a política.

É o que aponta o Instituto Data Ilha, em pesquisa de hábitos de mídia realizada nos dias 24 e 25 de março na Ilha de São Luís, envolvendo os municípios de São Luís, Paço do Lumiar e São José de Ribamar. Foram ouvidas 832 pessoas, a população considerada neste estudo foi de 817.899 eleitores no total.

A Internet tem uma parcela significativa como fonte de informação sobre política, perdendo apenas para a Televisão. São pelo menos 36,5% de preferência do eleitor de buscar informação pelo meio digital, dividindo-se em Sites, blogs e portais de notícias (14,2%), Instagram (12,7%), WhatsApp (5,3%), Facebook (3,7%) e Twitter (0,6%), enquanto a Televisão com 47,2% de preferência do cidadão.

O conteúdo veiculado na Rádio sobre política é multiplataforma, já que todos são transmitidos também pela Internet e o conteúdo é difundido por meio de blogs, portais de notícias e as redes sociais. Mesmo com 34,9% de ouvintes, a música (46,6%) ainda é o principal conteúdo procurado pelo público. O jornalismo, no entanto, é motivo de sintonia para 38,3% dos rádio-ouvintes.

As resenhas políticas no rádio, principalmente na faixa FM, têm o desafio de tornar-se mais conhecidos no público acostumado a ouvir o rádio. Dos ouvintes de rádio, 63,9% não conhecem e nem ouviu falar sobre essas resenhas políticas. Desta forma, é imprescindível a oportunidade que cada programa tem para crescer na audiência desconhecida.

Pelo que aponta a pesquisa, o meio digital, além do próprio veículo, é o caminho mais apropriado para conquistar o ouvinte. A proximidade com o período eleitoral também deve aumentar o interesse do eleitor para consumir o conteúdo político.

 

Nitroglicerina = Pesquisa bulinadora + Patrulha Inaceitável + Encontro Explosivo

Pesquisa bulinadora

1 – O resultado da pesquisa de consumo de mídia do Instituto Data Ilha, feita na região metropolitana de São Luís, bulinou com os brios de uns e outros aí que se acham os verdadeiros donos dos leitores, dos usuários das redes e dos ouvintes de rádio.

Realizada no universo de 800 pessoas no final de março, com vários itens imprescincíveis para publicitários, jornalistas e assessores de imprensa, a pesquisa faz um apanhado riqússimo do consumo de rádio, além de apresentar um panoroma sobre os meios pelos quais a população da Ilha costuma buscar informações do mundo político.

A pesquisa, no entanto, não pode chegar nem perto de quem nega a ciência, não consegue escrever ou falar uma linha sem cometer erro de português ou não consegue ver um palmo além do seu umbigo de ouro.

Patrulha Inaceitável

2 – Por falar em comunicação, a patrulha e consequente desvalorização dos profissionais de comunicação do Maranhão, continuam a todo vapor.

Consumidor empedernido de notícias diárias, por meio de blogs e portais de notícias, o governador Carlos Brandão está impossibilitado de acompanhar essas resenhas por conta de suas agendas que tem iniciado comumente no primeiro canto do galo e termina muito depois do Jornal da Globo.

Alguns assessores têm se aproveitado desse impedimento para tocar o terror contra esses profissionais, em nome do governador. Lamentável.

Encontro Explosivo

3 – E para finalizar a nitro de hoje, ainda tem sido constrangedor os encontros de um ex-prefeito com um atual de uma cidade onde ninguém gosta de fofoca.

Os dois não dão nem bom dia um para o outro, especialmente pelo fato de o ex(prefeito) só andar coladinho com a atual. Já o atual(prefeito), por motivos óbvios, costuma andar pelos círculos políticos desacompanhado da ex do ex, sua atual.

Como se diz no “caçulinha” [e já na liderança] das rádios da Ilha, o programa Xeque-Mate, a “política é sempre quente e fervendo”. Pega fogo, fogaréu!

Escutec também confirma Carlos Brandão na liderança

Em pesquisa feita pelo Instituto Escutec sobre o cenário eleitoral para o pleito de 2022, o nome do governador do estado, Carlos Brandão (PSB), já aparece na liderança, confirmando outros institutos que apresentam cenário semelhante.

Reveja aqui o último levantamento publicado no blog Matias Marinho.

No cenário estimulado (onde é apresentado os nomes dos pré-candidatos ao eleitor), Brandão tem 22%. O segundo colocado é o senador e pré-candidato pelo PDT, Weverton Rocha, que surge com 21%. Na sequencia aparecem o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PSD) com 12%, o senador Roberto Rocha (PTB) 10% e o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (Agir) 9%.

Completam a lista, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) com 5%, o ex-secretário Simplício Araújo (SD) aparece com 2% e Enilton Rocdrigues (PSOL) com 1%. O pré-candidato do PSTU, Hertz Dias, não pontuou.

A pesquisa Escutec traz também o cenário de rejeição dos pré-candidatos ao governo do Maranhão. Josimar de Maranhãozinho lidera com 28% de rejeição, seguido por Roberto Rocha com 16%, Weverton Rocha com 15% e Lahesio Bonfim com 12%. Carlos Brandão tem 11% de rejeição, Edivaldo Júnior, 6%, Enilton Rodrigues, 4%, e Simplício Araújo, 3%. Hertz Dias tem 1%.

A consulta eleitoral foi registrada na Justiça Eleitoral com o número MA 00150/2022. Foram ouvidos 2 mil eleitores nos dias 27 de março a 1º de abril. O internalo de confiança é de 95% e a margem de erro é de 2,19% para mais ou para menos.

Pesquisa! Além de perder tripulação do “foguete”, Weverton Rocha já aparece em terceiro

O senador Weverton Rocha (PDT) começa a perder seu último calço de sustentação da pré-candidatura ao governo do Estado: a liderança nas pesquisas de intenções de votos.

Pesquisa realizada pela MBO Pesquisa, em 60 municípios maranhenses, registrada no TRE-MA sob o número MA04312/2022, já mostra o pedetista em terceiro lugar com 10,6%.

Nos últimos dias, o pedetista contabilizou uma série de baixas no seu “foguete sem ré”.

O último da tripulação a pular do veículo foi o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto (PCdoB), que vai emplacar a mulher, Ana Paula Lobato, na primeira suplência da chapa ao Senado encabeçada por Flávio Dino (PSB).

De nomes expressivos da política do Maranhão, só resta mesmo a senadora Eliziane Gama (Cidadania) anunciar seu pulo do “foguete”.

E claro, essa sequência de esvaziamento de um lado e fortalecimento de outro, tem um motivo: a competente  articulação política do novo governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB), que já aparece com 15,2% na referida pesquisa, praticamente isolado na liderança.

O jogo nem começou direito e Carlos Brandão já aparece na frente em pesquisa

O Jornal Pequeno divulgou, neste domingo(13), pesquisa realizada pelo JPesquisa, do Grupo JP (Jornal Pequeno).

Na sondagem estimulada para governador do Maranhão, o atual vice-governador Carlos Brandão aparece com 23% das intenções de voto, contra 20% do senador Weverton. Edivaldo Holanda Júnior vem em terceiro lugar, com 11%, seguido de Roberto Rocha, 10%; Lahésio Bonfim, 9%; Josimar Maranhãozinho, 4%; Simplício Araújo, 2%; Enilton Rodrigues (não pontuou); Nenhum Deles, 10%, e Não Sabe/Não Respondeu (NS/ NR), 11%.

O JPesquisa quis saber a opinião espontânea dos entrevistados, e nesse cenário o vice-governador também aparece na frente. O resultado foi o seguinte: Brandão, 8%: Weverton, 6%; Lahesio Bonfim, 4%; Flávio Dino, 4%; Roseana Sarney, 4%; Edivaldo, 3%; Roberto Rocha, 3%; Josimar Maranhãozinho, 1%; Ninguém, 8%; NS/NR, 59%.

A pesquisa foi registrada em 06 de março de 2022, pelo Sistema Pesqele, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob o protocolo nº MA09132?2022.

De 07 a 12 de março de 2022, o JPesquisa ouviu 1.600 pessoas em várias regiões do estado. A margem de erro máxima da pesquisa é de 2,45% para mais ou para menos em base do eleitorado.

Escutec: Brandão ainda nem assumiu e já aparece empatado tecnicamente com Weverton Rocha

O Instituto Escutec trouxe a primeira pesquisa de intenção de votos para o governo do Maranhão, Senado e Presidência da República. Foram 2 mil eleitores ouvidos nos dias 17 a 22 de fevereiro. O registro da pesquisa está com o número MA 03951/2022. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. No cenário estimulado para o governo do Maranhão, o senador do PDT Weverton Rocha e o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) estão em empate técnico.

No levantamento foram ouvidos 2 mil eleitores em todas as regiões do Maranhão. E no cenário estimulado, o senador Weverton Rocha aparece com 22%. Ele é seguido por Carlos Brandão com 19%. Pelos números, considerando a margem de erro, é possível avaliar um empate técnico entre os dois primeiros primeiros colocados.

Em terceiro lugar aparece o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PSD), com 12%. Na sequência estão Roberto Rocha (sem partido) com 11%, Lahesio Bonfim (PTB) 6%, Josimar de Maranhãozinho (PL) com 5%, Simplício Araújo (SD) com 2% e Ernilton Rodrigues (PSOL) não pontuou.

Dos indecisos, somaram 9% nenhum dos candidatos e não souberam e não responderam 14%.

Datailha: Brandão lidera na espontânea e empata com Weverton Rocha na estimulada

O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) foi o mais lembrado na pesquisa realizada pelo Instituto Data Ilha na espontânea com 5,4% das intenções de votos. Weverton, candidato desde que foi eleito senador, apareceu com 4,5% das intenções.

Espontânea

 

Estimulada – Cenários 1 e 2

 

Pesquisa realizada pelo Instituto Datailha entre os dias 08 e 11 de fevereiro de 2022, no Estado do Maranhão, com 2000 entrevistados, registrada no TSE sob o nº MA-00422/2022. A margem de erro é de 2,2% e o nível de confiança é de 95%. Contratante: 04257461000286 – REDE METROPOLITANA DE RADIO E TELEVISAO LTDA / TV METROPOLITANA

Pesquisa Exata mostra crescimento de Brandão e estagnação de Weverton Rocha

A pesquisa Exata, publicada na edição do jornal O Imparcial desta terça-feira (15), mostra um crescimento considerável do vice-governador Carlos Brandão, na disputa pelo Governo do Maranhão. Para o desespero do grupo do senador Weverton Rocha (PDT), Brandão cresceu 11 pontos percentuais nas últimas pesquisas do Instituto Exata.

Na pesquisa Exata do dia 2 de julho de 2021, a ex-governadora Roseana Sarney tinha 29%, Weverton tinha 19%, Roberto Rocha aparecia com 10%, Edivaldo Holanda Júnior tinha 8%, o vice-governador Carlos Brandão aparecia com apenas 6%, Josimar de Maranhãozinho tinha 5%, o prefeito Lahésio Bonfim aparecia com 4% e o secretário Simplício Araújo com 2%.

Na pesquisa do dia 1 de outubro de 2021, Roseana Sarney tinha 27%, Weverton tinha 21%, Edivaldo Holanda Júnior aparecia com 9%, Roberto Rocha tinha 8%, Lahésio Bonfim 7%, Carlos Brandão aparecia com 6%, Josimar Maranhãozinho 5% e Simplício Araújo pontuava com 1%.

Já na pesquisa desta terça-feira, Weverton Rocha aparece com 24% das intenções de votos, o vice-governador Carlos Brandão subiu para 17%, assumindo o segundo lugar, Roberto Rocha aparece com 13%, Edivaldo Holanda Júnior aparece com 10%, Lahésio Bonfim tem 9%. Josimar do Maranhãozinho tem 6%, Simplício Araújo tem 1% e Enilton Rodrigues não pontuou.

A pesquisa Exata foi realizada por encomenda pelo jornal O Imparcial. Foram ouvidas 1.413 pessoas em todo o estado, com uma margem de erro de 3,32 para mais ou para menos, confiabilidade de 95% e registro no TSE 02686/22. As informações são do Maranhão Dinâmico.

DO BLOG DO LUDWIG

Vendo o foguete explodir, PDT entra na Justiça para impedir divulgação da pesquisa Datailha

O PDT do senador Weverton Rocha, que passou 2021 inteiro divulgando resultado de pesquisas feitas no fundo do quintal de uma emissora de rádio da região metropolitana, agora tenta barrar pesquisa séria encomendada pela Rede Metropolitana de Rádio e Televisão, a TV Band, conforme registro na justiça eleitoral de Nº MA-00422/2022.

Feita pelo instituto Datailha, a pesquisa seria divulgada amanhã (13) pela emissora.

Assinada pelo advogado Daniel Leite, a representação pede a suspensão da pesquisa argumentando motivos genéricos. Apenas dois itens da peça (Representação) foram aceitos: um que trata da ausência de assinatura digital do estatístico responsável pela pesquisa e a indicação dos cargos a serem mensurados pela pesquisa.

Em contato com a direção do Instituto, foi esclarecido que já está em andamento um pedido de reconsideração sobre o caso, pois os motivos alegados fogem do controle do instituto por impossibilidades técnicas do próprio Sistema de Pesquisas Eleitorais (PesqEle).

O representante do Instituto, Lucas Mendes, afirmou que esses problemas não interferem nos resultados da pesquisa e que esses motivos também foram alvos de processos na Eleição do ano de 2020, mas que obteve esclarecimento técnico do próprio TSE sobre a impossibilidade técnica apontada, conseguindo arquivar todos os processos relacionados.

Também ressaltou que esse tipo de processo tem sido cada vez mais comum em ano eleitoral numa tentativa de intimidar e descredibilizar os institutos de pesquisa, mas que a justiça eleitoral tem dado respostas em tempo hábil para reverter esse tipo de situação.

Escutec: Carlos Brandão segue tendência de crescimento

COM GILBERTO LÉDA 

O resultado das últimas quatro pesquisas Escutec de intenções de voto para governador do Maranhão mostra que apenas dois candidatos mantêm tendência de alta na preferência do eleitorado: a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e o vice-governador Carlos Brandão (PSDB).

A emedebista saiu de 25% em julho, para 28% no levantamento divulgado nesta quinta-feira, 30. E Brandão saiu de 10% para 13%.

Já o senador Weverton Rocha (PDT) teve um desempenho oscilante. Marcou 14 pontos em julho, chegou a 20% em outubro, caiu para 17% no início de dezembro e terminou o ano com 19%.

E Edivaldo Holanda Júnior (PSD) iniciou e terminou a série de consultas com 12% – tendo atingido um pico de 16%.