Umbelino critica gestão de Eduardo Braide e relaciona enfraquecimento ao isolamento político

O vereador Umbelino Júnior (PL) não poupou as críticas ao prefeito Eduardo Braide (Podemos) durante sessão realizada ontem (06), na Câmara Municipal de São Luís.

O parlamentar destacou que hoje o Prefeito de São Luís está sem base para governabilidade e com isso está politicamente enfraquecido.

“Hoje não tem realmente nenhum pilar que possa dar alguma base de governabilidade para ele. Hoje ele está muito enfraquecido, (…) ele vem encerrando a vida política dele a cada dia”, disse Umbelino.

Umbelino relaciona o enfraquecimento de Eduardo Braide principalmente pelo seu isolamento político.

“Hoje ele está solitário e é até difícil de da um voto de confiança, porque nem laço para isso ele construiu e para você ter sombra, você precisa plantar”, concluiu Umbelino Junior.

Eduardo Braide foge de ser a cereja do bolo de Weverton

Vendido, por Weverton Rocha (PDT), como cereja do bolo desde ano passado, Eduardo Braide (Podemos), prefeito de São Luís tem evitado uma aproximação mais efusiva com o pré-candidato ao governo.

Ao receber o apoio de Weverton, para a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal de São Luís, Eduardo viu a candidatura do seu aliado, vereador Dr. Gutemberg, minguar.

Weverton esperava a presença de honra, ou melhor, a cereja do bolo para a Noite de Filiações do PDT na última sexta-feira.

Não deu.

Braide continua calado sobre a sucessão de Flávio Dino.

UNDB mantém aulas presenciais mesmo com a greve de Ônibus

Com a greve de 100% dos ônibus recolhidos, a faculdade UNDB, mesmo assim, decidiu manter as aulas presenciais.

Alunos, em contato com o blog, reclamaram da atitude da faculdade.

“Isso vai prejudicar a gente, milhares de alunos. Poderiam fazer as aulas de forma remota e colocar na prática a ‘metodologia ativa’ que tanto pregam”, disse um aluno que não quis ser identificado.

Insensibilidade.

Até quando, Braide? População apreensiva com mais uma greve dos rodoviários

Independentemente de quem tem ou não culpa no cartório (se os empresários – que querem aumentar o valor da tarifa do transporte, ou se a Prefeitura de São Luís – que está perdida nas negociações), uma coisa é certa: por falta de diálogo e despreparo do prefeito Eduardo Braide (Podemos), a população de São Luís vai padecer, mais uma vez, com uma greve inócua e massacrante.

Milhares de trabalhadores inicaram esta quarta-feira (16) uma saga para chegar aos seus postos de trabalho, numa mudança de rotina prejudicial, tanto para as pessoas como para a vida da cidade. Cenas de engarrafamentos foram registradas em praticamente todas as avenidas.

Os trabalhadores, domésticas, comerciantes, pedreiros, autônomos, demais profissionais e os patrões sentem no bolso os efeitos da falta do transporte público, tendo que se virar nos trinta para não ficarem paralisados.

Enquanto isso, o prefeito Eduardo Braide segue com a firme decisão de manter-se no seu pedestral de arrogância e despreparo e, para tentar dar alguma justificativa, emitiu uma nota que leva ao nada para lugar nenhum na resolução do problema.

Pasmem!

Infomou sobre o horário do início da greve e falou do pagamento ilegal (auxílio emergencial) que vem fazendo aos empresários, perfazendo um total de R$ 20 milhões.

E sobre a solução do problema, o que dizer?

Absolutamente nada!

Finalmente Braide aceita conversar com o pessoal do movimento “Cadê o Circo”

O movimento “Cadê o Circo?” protocolou na semana passada, na Prefeitura de São Luís, ofício com pedido de reunião com o prefeito, Eduardo Braide (Podemos), para discutir sobre a retorno do Centro Cultural Nelson Brito (antigo Circo da Cidade).

O endereçamento do ofício ao chefe do executivo municipal, deu-se em virtude da promessa de campanha feita na eleição 2020, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O movimento foi formado em janeiro deste ano, para cobrar das autoridades públicas a reconstrução do circo. Já que está desativado há dez anos, mas que abrigou shows e espetáculos não só de artistas do cenário nacional, como também produções independentes e projetos de arte-educação como o Circo-Escola.

Um espaço público democrático, para que a classe artística e cultural independente possa voltar a produzir, gerando emprego e renda, na capital maranhense.

Em resposta ao “Cadê o Circo?”, o prefeito solicitou ao secretário de cultura, Marco Duailibe, que convidasse o movimento para uma reunião nesta próxima quarta-feira, 09, às 15h, na Secretaria Municipal de Cultura, por meio do ofício n° 009/2022, conforme o anexo.

O movimento “Cadê o Circo?” divulgou que comparecerá para dialogar com o poder público sobre o retorno deste espaço de suma importância para a cena cultural independente e que faz parte da memória afetiva dos maranhenses.

DO BLOG DO GILBERTO LÉDA, COM EDIÇÃO

Na pressão! Eduardo Braide diz que vai pagar piso nacional retroativo

Após pressão dos professores da rede municipal de ensino, o prefeito Eduardo Braide (Podemos) anunciou que vai pagar o Piso Salarial Profissional Nacional para os Professores do Magistério Público da Educação Básica (PSPN) de R$ 3.845,63, sancionado pela presidência da República, retroativo a janeiro.

Eleito em 2020 com muito marketing dizendo estar pronto para administrar São Luís, Braide faz uma gestão atabalhoada e sem diálogo com a sociedade, muito pior do que os oito anos do prefeito Edivaldo Holanda, que “administrava” São Luís do apartamento, com medo de enfrentar as pessoas.

Em decorrência da falta de diálogo e despreparo pessoal para administrar a capital, Braide enfrenta diariamente vários protestos de diferentes categorias.

Nesta semana ele quebrou um protocolo vergonhoso ao deixar de ir para a reabertura dos trabalhos na Câmara de São Luís por saber que os professores estariam na sede do lesgislativo municipal, protestando e reivindicando seus direitos.

Mas mesmo assim, os educadores fizeram ecoar seus clamores e o prefeito acabou por ouvir, parcialmente, a  categoria e determinar o envio da proposta de ataulização do valor do piso à Câmara onde ele terá outro problema na hora da aprovação, graças à sua famigerada falta de diálogo com tudo e com todos.

Lementável.

Que safra! Prefeitos da Ilha enfrentam protestos e demonstram incapacidade de diálogo

Os dois prefeitos das duas maiores cidades da Ilha, São Luís e São José de Ribamar, enfrentam desde ontem (02) problemas com os professores das suas respectivas redes de ensino. As duas categorias cobram reajuste salarial, progressão, entre outros itens do calendário relativo à data-base.

Tanto o prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos) como o de Ribamar, Julinho Matos (PL) dificultam o diálogo com os educadores.

“Tivemos outros momentos com outros prefeitos que aqui já estiveram. Eles sempre respeitaram essa categoria, nos recebendo para dialogar, pois entendemos que com o diálogo podemos conversar e entrar num acordo em prol dos direitos dessa categoria e da classe trabalhadora”, disse uma professora reclamando da dificuldade que estava encontrando em Ribamar (veja no vídeo acima).

Já em São Luís, o prefeito Eduardo Braide, que tem enfrentado protestos de manhã de tarde e de noite, de várias categorias de traballhadores, evitou ir à abertura dos trabalhos legislativos para não se encontrar com os professores, que desde ontem passaram a ir para a sede da Câmara Municipal da capital pedir apoio dos vereaodores para suas pautas.

Lamentável.

Vídeo! Despreparado Braide segue recebendo pressão para começar a gestão

 

Nem quando sai na rua para entregar obra, minúscula que seja, o prefeito Eduardo Braide (Podemos) se livra dos protestos, ponto alto de sua desastrosa gestão à frente da Prefeitura de São Luís.

Durante obra de entrega de pintura de paredes do Socorrão II, o prefeito foi abordado por funcionários que clamaram por audiência para tratar de melhorias salarias para os funcionários.

Outro ponto negativo na gestão do despreparado Braide é a falta de diálogo com os trabalhadores, classe política e demais setores da sociedade. Por isso o clamor dos funcionários!

 

 

 

 

 

Vice-governador Carlos Brandão intensifica agenda em São Luís com lideranças locais

O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) cumpriu uma verdadeira maratona de eventos em São Luís nos últimos dias. Pré-candidato à reeleição para governador em 2022, ele assume em abril do próximo ano o Governo do Estado com a saída de Flávio Dino (PSB), que disputará vaga ao Senado,

Desde sábado (09), Carlos Brandão começou um verdadeiro périplo nos bairros da capital, prestigiando eventos alusivos ao Dia das Crianças, comemorado oficialmente ontem (12). Já no dia 09, ele marcou presença numa ação com grande público no Parque Família Botão, no Maracanã, organizado pelo vereador Marlon Botão.

No domingo (10), foi para o bairro Pirâmide, na região metropolitana de São Luís, e na segunda-feira, conheceu o trabalho realizado pelo Instituto Adson Fernando Ferreira Araújo (IAFFA), no centro da capital, com Rodrigo Comerciário e Concita Pinto (vereadora). Na sequencia, esteve na União de Moradores da Vila Luizão, com o secretário adjunto da Agricultura Familiar (SAF), Ivaldo Rodrigues, ouvindo as demandas do bairro.

Nos bairros do Coroadinho e João Paulo, Brandão foi igualmente recebido de forma festiva não só pela criançada como também pelas lideranças locais, a exemplo dos vereadores Paulo Victor e Antônio Garcez.

Além da identificação natural com São Luís, a relação com as lideranças políticas locais vem chamando a atenção e realçando pontos na corrida pela popularidade do vice-governador no amplo público eleitoral da capital.

Novo cartão postal de São Luís é entregue pelo vice-governador Carlos Brandão

O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) fez a entrega nesta quarta-feira (21), do Mirante da Litorânea – o mais novo cartão postal de São Luís.

A principal novidade é a escultura da famosa serpente adormecida, do artista Ítalo Campos.

O vice-governador Carlos Brandão disse que o Mirante da Litorânea é mais um ponto de atração para os turistas que visitam a nossa capital.

“Mais um cartão-postal entregue hoje para São Luís. Inauguramos as obras de reforma e de revitalização do Mirante da Litorânea. O local recebeu uma escultura da famosa serpente adormecida, do artista Ítalo Campos. Além disso, a extensão da avenida Litorânea segue a todo vapor”, disse Brandão.

“Isso tudo atrai turistas e ainda gera emprego e renda. Parabéns à Secretaria de Turismo, pela coordenação, e ao Governo do Maranhão, por mais essa importante iniciativa. O mais novo ponto turístico ficou bonito demais e dá pra tirar fotos maravilhosas”, finalizou Carlos Brandão.