“Weverton Rocha está num limbo”, diz Sebastião Madeira em entrevista à Rádio de São Luís

“Weverton Rocha não é Bolsonaro porque a vida dele toda não condiz com isso, e não é Lula porque Lula não quis. Ele está num limbo”. Essas foram as fortes declarações do chefe da Casa Civil, Sebastião Madeira, na tarde de ontem (12), durante entrevista à Rádio Mirante.

A afirmação vem após um questionamento sobre a possibilidade de Carlos Brandão (PSB) enfrentar o senador em uma eventual disputa de segundo turno pelo Governo do Estado.

Para Madeira, devido a polarização da disputa entre o ex-presidente Lula (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL), se de fato houver segundo turno, Lahesio Bonfim (PSC) é quem disputaria com Carlos Brandão.

Questionado sobre as movimentações e o grupo político montado pelo senador Roberto Rocha (PTB), Madeira ironizou: “Há controvérsias sobre a liga desse grupo. Eu tenho a impressão de que, na primeira espatifada, é pedaço de grupo para todo lado”.

Carlos Brandão anuncia pacote de obras incluindo Saúde e Infraestrutura para Imperatriz e região

Em comitiva à Região Tocantina, o governador do Maranhão, Carlos Brandão, está na cidade de Imperatriz para vistoriar, entregar e anunciar um pacote de obras que envolve as áreas de Infraestrutura, Saúde, entre outras.

Logo nas primeiras horas da manhã, acompanhado do chefe da Casa Civil, Sebastião Madeira, do secretário de Saúde, Tiago Fernandes, e do de Infraestrutura, Aparício Bandeira o governador anunciou o serviço de 70 km de pavimentação asfáltica para a cidade de Imperatriz.

A comitiva se dirigiu a uma visita ao Hospital Macrorregional de Imperatriz que será contemplado com reforma e blocos, aumentando a sua estrutura e proporcionando melhorias para os moradores de toda a região.

No período da tarde, o governador deve anunciar outras medidas importantes para a região, além do cumprimento da extensa agenda na cidade.

Novos Secretários: conheça um pouco mais sobre Sebastião Madeira, Rubens Pereira e Paulo Casé

Dando continuidade à série sobre os perfis dos novos nomes que passam a compor o secretariado do governador Carlos Brandão (PSB), que priorizou um corpo de gestores técnicos, porém, sem deixar de contemplar a classe política, seguimos com mais três nomes. Os dois primeiros, mais políticos, enquanto que o último compõe o grupo da galera mais jovem da nova equipe.

Sebastião Madeira (PSDB) – Casa Civil

O novo chefe da Casa Civil, Sebastião Madeira, é graduado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará e pós-graduado no Instituto de Urologia e Nefrologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Líder nato, antes de se filiar ao PSDB Sebastião Madeira foi presidente da Associação Médica de Imperatriz, do Diretório Municipal de Imperatriz e do Diretório Estadual Maranhense.

Deputado federal em 1994, 1998, 2002 e 2006, Madeira foi eleito Prefeito Municipal de Imperatriz em 2008, sendo reeleito em 2012.

A indicação do seu nome para a Casa Civil foi uma surpresa, mas a bagagem que carrega justifica muito facilmente a escolha.

Rubens Pereira (PDT) – Secretaria de Estado de Articulação

Empreendedor e ex-garimpeiro, Rubens Pereira foi prefeito de Matões no período de 1992 a 1996. Em 1998 elegeu-se deputado estadual.

Pai do deputado federal, Rubens Pereira Jr, já exerceu os cargos de Diretor Geral do Departamento de Trânsito de Roraima (DETRAN-RR) e de diretor da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Uma semana antes de assumir o comando do Executivo Estadual, Carlos Brandão particiou de uma festa cívica de filiação do filho do secretário indicado e ouviu do próprio Júnior que Rubão, como é mais conhecido, não tinha o ensino primário. Ao usar a palavra, Brandão lembrou que se ele tivesse se formado, seria presidente da República do Brasil.

A brincadeira diz bem sobre a astúcia, no bom sentido, e expertise do Rubão da Articulação de Brandão.

Paulo Casé – Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela CEUMA e em Engenharia Civil pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Paulo Casé iniciou na Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (SECID), em 2012, onde exerceu o cargo técnico de coordenador de Regularização Fundiária e do PAC Rio Anil.

Foi secretário adjunto de Desenvolvimento Urbano, subordinado à SECID. Desde 2020 ocupava o cargo de secretário municipal de Obras e Urbanismo do município de Arame com o pai, prefeito do município, Pedro Fernandes.