“Vamos vacinar!”, convoca o vice-governador

O ano começou com imensos desafios. No Maranhão, enchentes deixam desabrigados e incontáveis prejuízos materiais. Nossa grande preocupação é a preservação das vidas. O que estamos conseguindo é muito pelo esforço de nossas equipes que, prontamente, se puseram à frente das dificuldades para amparar as pessoas atingidas. Estamos trabalhando firmemente para minimizar os danos e garantir acolhimento a todos, como é determinação do governador Flávio Dino.

Por outro lado, 2022 nos traz a tarefa de, novamente, termos que lutar contra um surto de gripe e uma pandemia causada pela variante Ômicron, mais uma do novo coronavírus. E, segundo especialistas, esse cenário pandêmico pode se agravar até o início de fevereiro. Imediatamente adotamos várias medidas na intenção de não permitir que se passe algo parecido com o que passamos em 2020 e 2021, quando a doença ainda era uma completa desconhecida. Arregaçamos as mangas e nos posicionamos como o estado brasileiro com a menor taxa de mortalidade por covid-19. Resultado de um sistema de saúde descentralizado e ampliado; da contratação rápida de profissionais de saúde; da disponibilização de medicamentos, leitos e UTIs em várias regiões. Um trabalho que envolveu muitos servidores públicos, de todas as áreas, focados na garantia da vida.

Mas há sempre mais a se fazer. Com a chegada das vacinas, preparamos uma logística bem montada, o que garantiu o imunizante aos 217 municípios de forma rápida e segura. Inclusive, nossa histórica Alcântara foi a primeira cidade brasileira a registrar 100% de cobertura vacinal entre a população adulta. Aliás, quero aproveitar este artigo para fazer um pedido a todos os maranhenses: vacinem-se. Acabamos de completar um ano do início da vacinação no estado e ainda temos muitos maranhenses desprotegidos, apesar de todo o esforço que fazemos. Temos vacinas, mas precisamos da decisão de cada um. Eu mesmo já estou até com minha dose de reforço. Não custa lembrar que, de todos os infectados internados hoje em nossas unidades de saúde, 80% não estão vacinados. Concordo com os especialistas que continuam defendendo que nos protejamos com as duas doses, mais o reforço. Assim, podemos transformar a fase de pandemia em uma fase de controle, de vigilância. Inclusive, um recente estudo do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) do Rio Grande do Sul, mostra que a vacinação completa contra o novo coronavírus reduziu em 87% o risco de óbitos por covid-19.

Chegamos, agora, a um novo estágio. No Maranhão, já iniciamos a aplicação do imunizante nos maranhenses entre 5 e 11 anos de idade. Mais de 50 mil doses já foram distribuídas aos municípios. A vacinação nas crianças é importante, não apenas pela proteção das pequenas e dos pequenos, mas também pela proteção indireta que ela permite aos adultos, pois evita a maior circulação do vírus e consequente contágio daqueles que não estão vacinados.

Temos que ter a clareza de que a função da vacina é proteger a população contra uma infecção mais grave, desafogando as unidades de saúde e evitando a evolução de óbitos. Por isso, reforço o meu pedido para todos: aos que ainda não se vacinaram e também àqueles que ainda não completaram o ciclo vacinal (mesmo quem já teve covid-19). A vacina é uma conquista de todos e um grande escudo para a valorização da vida.

“Por isso, reforço o meu pedido para todos: aos que ainda não se vacinaram e também àqueles que ainda não completaram o ciclo vacinal (mesmo quem já teve covid-19). A vacina é uma conquista de todos e um grande escudo para a valorização da vida”.

Carlos Brandão

Vice-governador do Maranhão

Nitroglicerina = Tadinha da Irmã Eliziane + Vacinas Que Salvam Gestão + Prender ou Não o Valente?

Tadinha da Irmã Eliziane

1 – Pense em alguém que a todo momento está sendo vítima de golpe: a irmã Eliziane Gama. A coluna já perdeu as contas da quantidade de vezes que a senadora vem a público denúnciar que foi vítima de clonagem, disso e daquilo outro.

O último comunicado de golpe foi feito anteontem. Através da sua assessoria, Eliziane informou que criminosos estão se fazendo passar por assessores parlamentares em contato com prefeituras solicitando depósitos em contas para liberação de doações para vítimas das enchentes.

Dizem que já tem uns dois comunicados prontinhos para serem publicados futuramente, um deles o golpe seria por parte de alguém com três CPFs. Será?

Vacinas Que Salvam Gestão 

2 – Que vacinas salvam vidas, só Bolsonaro mente que não acredita.  Agora, que ela salvam imagem de prefeito, o Eduardo Braide não tem a menor dúvida.

Quando o efeito da vacinação de adultos perdeu sua força, a sujeira do tapete da gestão do homem começou a aparecer e os protestos e sua incapacidade de administrar começaram a ser vistos pela população de São Luís.

Mas para felicidade geral do prefeito e apaniguados eis que surge agora a vacinação infantil. Já nas primeiras horas da manhã, com a agulha seca ainda, lá estava ele nas emissoras de televisão dando entrevista. Pense!

Prender ou Não o Valente?

3 – O vídeo acima foi o que teve maior quantidade de visualização na Polícia e Justiça Federal nos últimos dias.

Nos celulares dos agentes da Superintedência da PF no Maranhão e nos smartphones do pessoal do Tribunal Regional Federal da 1ª Região foi o pau que rolou.

Dizem que até na hora da divergência que houve sobre prender o não prender o prefeito, reapresentaram o vídeo como argumento para decidir se encaravam ou não o valente.

Um sensato analisou que era melhor afastá-lo do mandato e deixar para descobrir essa macheza doravante.

Aguardemos!

Direto de Guarulhos, Lula anuncia o recebimento do lote de vacinas para o Maranhão

Em vídeo, direto da câmara fria em Guarulhos (SP), o secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, anunciou o recebimento do primeiro lote de vacinas contra o Novo Coronavírus.

“Um dia histórico, que vai nos permitir, enfim, vencer a pandemia”, completou no vídeo postado em suas redes sociais na manhã desta segunda-feira (18).

Ao repostar o vídeo do seu secretário, o governador Flávio Dino informou que “assim que elas chegarem (as vacinas), iniciaremos o transporte e entrega às prefeituras. Também entregaremos seringas e agulhas para as prefeituras que precisarem”.

Nesse primeiro lote, o Maranhão recebe mais de 123 mil dores da vacina  vacina chinesa CoronaVac, distribuída pelo instituto Butantan.